O poder do subconsciente humano e as tramóias do destino no universo de Berserk



Bom, cá estou eu de volta nesse blog de games para falar de... mangá! Não, eu não estou indo contra a maré, porque na verdade esse blog não é apenas de games... é que como só falamos de games até agora, você pode ter imaginado que só seria sobre isso, então me senti na obrigação de explicar os fatos e... ah, vamos direto ao assunto, antes que vocês pensem que eu gosto de enrolar. O que não é verdade. 

Eu juro.
...

Enfim, o mangá que irei falar aqui é Berserk! Talvez mais famoso por sua violência e brutalidade, onde o protagonista, Gatts (ou Guts...) é um cara enorme com uma espada maior ainda e um canhão acoplado no braço, buscando vingança e matando todo tipo de monstro pelo caminho,  mas acredite, não é preciso ir muito longe para ver que a obra é muito mais do que isso. Por mais que os fãs de shounen queiram ignorar, Berserk não é uma história rasa com violência gratuita e plot preto no branco, do tipo herói da justiça em nome da amizade contra um vilão malvadão canastrão querendo conquistar o mundo e rindo  desse jeito : ‘’MUAHAHAHAHA!!!!’’
Tá, o ‘’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’vilão’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’’ da história também quer conquistar o mundo, (e conseguiu), mas não é tão simples assim. Berserk é uma obra complexa que por trás de sua violência, aborda temas filosóficos, psicologia, religião, ocultismo, mas mais do que tudo, a obra aborda a humanidade.

Com vocês, Gatts, o paladino da justiça, da moral,da vingança linda, e dos bons costumes =D

Talvez por isso mesmo seja tão violento. O mundo onde se passa a história, baseado na era medieval, é um reflexo do estado primitivo e cruel das pessoas nessa época. Sim, a primeira vista  pode-se pensar que a violência é apenas um meio de chamar a atenção — e de certa forma, pode até ser, afinal tem muita gente que lê só por causa disso. Mas o importante é que não é uma violência gratuita, tudo se encaixa dentro do contexto do mundo totalmente ferrado da obra.

Lembrando que esse post pode ficar bem viajado, e que o que escreverei aqui pode ou não ser verdade, pois é apenas minha opinião

Ah, e contêm SPOILERS.

E como tem spoiler, não vou precisar explicar detalhadamente sobre o básico porque... vocês já devem saber.

Então vamos lá:

O Reino das Idéias

O que quero focar aqui, é que apesar de Berserk ser uma história de fantasia medieval, com monstros, ogros, trolls etc, pelo menos pra mim, fica claro que tudo nela gira em torno da humanidade, mais precisamente, o poder que a humanidade inconscientemente exerce no mundo natural e principalmente ''sobrenatural'' no universo do mangá.




O universo do mangá, com fortes influências em ocultismo e todo esse tipo de parada foda doida, é dividido entre 3 níveis.

Plano Físico, que é o mundo real e normal,  Plano Astral, não menos real, mas mais ''etéreo'', é o lugar onde reside as criaturas ''sobrenaturais'', e o  Plano das Idéias, que é o mundo governado pelas idéias (a vá), e pelo subconsciente. Esse plano  é o mais importante e tem forte influência em todos os outros planos, pois é aqui que as idéias, emoções, pensamentos e intenções de todas as criaturas fluem como em um mar caótico e eventualmente ganham vida . E como os humanos, pelo menos comparado aos animais, são as criaturas mais auto-conscientes, eles são os seres que mais influenciam o plano das idéias. (talvez os elfos sejam do mesmo nível de consciência, mas vamos saber melhor sobre eles quando Gatts e sua creche finalmente chegar na ilha dos elfos).

Mas ai você me pergunta : ''ô seu maluco de nick estranho, e quanto aos seres sobrenaturais do mundo astral? Eles por habitarem um nível acima dos humanos devem ser mais conscientes do que eles né não, troxa?''

Primeiro, meu nick é legal, e segundo... talvez em relação aos elfos você esteja certo, mas como ainda não sei muito sobre eles, não posso dizer. Mas quanto aos outros seres sobrenaturais... bem, vou explicar.

Como disse antes, no plano das idéias governado pelo subconsciente, é onde os pensamentos e emoções dos seres vivos fluem. Esses pensamentos e emoções quando perpetuados por muito tempo ganham vida no plano astral. Percebem onde quero chegar?

Exceto por elfos, pelos elementais (que são espíritos da natureza) e por espíritos malignos, (que se não me engano são as almas humanas atormentadas) todos os outros seres sobrenaturais são criações da mente dos humanos! Todos os mitos e fantasias da humanidade navegam pelo reino das idéias e ganham vida no plano astral.

Algo que reforça isso é que, em certo momento do mangá,  acontece um evento chamado Transformação Mundial onde o mundo... se transforma, oras. Os planos físico e astral se juntam num só. Assim começa o arco chamado de Fantasia, onde os mitos e fantasias que a humanidade adora criar e que ganharam vida no plano astral, agora ganham vida no mundo físico. Sim, a galera sonhava em matar dragão e se sentir fodão né. Agora vão lá filhos da puta, vão lá matar os dragão, cacete !

Fantasiaa no aaaar
Se não perceberam onde quero chegar, é que, isso mostra como o poder do subconsciente e das emoções humanas é absurdo no mundo do Berserk (e quem, sabe, no mundo real?). Claro que antes da Transformação Mundial no arco Fantasia,  isso não tinha grande influência na vida da maioria das pessoas, pois com a intervenção da ordem religiosa Holy See (é Igreja Católica escancarada, mas com outro nome pra não provocar mamilos), que erradicou qualquer forma de magia do mundo por ser ''heresia'', as barreiras entre o plano físico e astral foram intensificadas e os humanos não tinham praticamente contato nenhum com os seres astrais. Com a Transformação Mundial, agora eles tem contato. Contato até demais.

Mas isso é apenas um exemplo. Talvez o subconsciente humano faça muito mais do que dar vida a seres astrais...

A Ideia não exatamente do Mal



Como você já deve saber,existe um capítulo de Berserk, que foi retirado do mangá por pedido do próprio criador Kentaro Miura. Segundo ele, além de revelar muito, limitava a história. Graças a isso ficou conhecido como o Capítulo Perdido.

Mas antes de me aprofundar nele, deixe-me primeiro explicar um pouco o contexto. O que é meio idiota porque, provavelmente vocês já saibam de tudo isso mas enfim.

O líder do Bando do Falcão, Griffith, nosso vilão ou herói ou apenas um ser humano em um estado completamente extremo, que quando estava prestes a conquistar seu sonho, (ter seu próprio reino), tem tudo arruinado por um momento de fraqueza emocional, quando ele transa antes da hora com a filha do atual rei, Charlotte, (a mina de clitóris no seio). Agora, depois de ser considerado traidor e passar um ano sendo torturado das piores maneiras possíveis, parece que o destino reserva uma nova chance para Griffith recuperar o seu sonho.

Mas pra isso ele tem uma terrível decisão a tomar: sacrificar todos os seus companheiros do Bando do Falcão que lutaram ao seu lado para realizar o seu sonho, ou recusar, e jogar tudo o que eles lutaram no lixo. Qual seria o certo?  Recusar a sacrificar seus companheiros seria fidelidade a eles ou na verdade uma traição por jogar tudo o que eles lutaram com ele pela janela? Aceitar sacrifica-los das maneiras mais cruéis e perturbadoras possíveis se tornando por maioria de votos um dos piores, se não o pior, filho da puta da história dos mangás seria o certo?

Tá, eu não me detalhei muito, mas só esse dilema que eu mostrei já prova a profundidade da obra e o quanto os personagens são humanos. Mas esse é só um exemplo, tem muita coisa pra ser analisar aqui nesse sentido porque as relações humanas nesse mangá são muito naturais e reais. Mas analisar a psicologia de Berserk fica pra depois, é muito provável que apareça um post desse aqui nesse blog cedo ou tarde.

Enfim, voltando ao Capítulo Perdido. Começa com Griffith , que antes de tomar sua decisão, é levado para conversar com... Deus.

Lembram quando eu disse que o reino das idéias é formado por um oceano de emoções e pensamentos? Que quando perpetuados por muito tempo, ganham vida? Pois então... o mundo de Berserk é muito "extremo", com as piores guerras, as mortes mais cruéis e todo tipo de sofrimento. Que tipo de emoções um mundo assim pode produzir no reino das idéias? Oras, um oceano de sentimentos negativos, o lado negro do subconsciente humano. E nas ondas desse mar de negatividade foi onde que nasceu a principal ideia, o deus do abismo, Ideia do Mal.

Mano, essa merda toda pra mim foi muito mindblow. Um ''deus'' criado pelo lado negro das emoções e do subconsciente humano, genial!

Mas apesar de ter ''mal'' no nome, Ideia do Mal não é exatamente algo malégno maligno. Eu acho que mais do que tudo, ele é a personificação dos desejos inconscientes da humanidade, principalmente o desejo de que algo guie suas vidas, de que dê sentido a elas. E é apenas isso que o Ideia faz, obedece os desejos ocultos do subconsciente humano e manipula o destino de cada pessoa para realizar tais desejos.

É isso que ele diz ao Griffith. Tudo foi definido para o Griffith estar ali diante dele, desde a muitos séculos atrás. Idea manipulou tudo, influenciando as camadas mais baixas da consciência humana, cruzando sangue com sangue, criando a linhagem que daria luz ao Griffith e guiando todos os acontecimentos de sua vida para que ele chegasse ali.

Mas porque diabos o Griffith é tão importante?

Com todo o sofrimento no mundo está enraizado há séculos no subconsciente, existe o desejo da humanidade de que algo ou alguém apareça para lhes salvar e criar um novo mundo. Um salvador.

Ideia do Mal atendeu a esse desejo e entregou a humanidade, o salvador que eles tanto queriam. Mesmo que pra isso Griffith tenha que sacrificar todo o Bando do Falcão para se tornar um anjo da God Hand, mesmo que ele tenha que sacrificar mais gente ainda para renascer fisicamente na Terra... Ideia do Mal não se importa com isso, humanos para ele são apenas peões no grande esquema de coisas. Se isso é errado ou não, eu não sei mas... é o desejo da humanidade.

Escravos do Destino


Ta vendo porque o Miura decidiu excluir esse capítulo do mangá? Por mais que eu ache tudo isso muito foda, ter algo controlando o destino de tudo limita a história. De que vale todos os dilemas e toda a psicologia dos personagens, se tudo está definido pelo destino? Por exemplo, o  dilema do Griffith ali em cima sobre sacrificar os seus companheiros ou não perde muito a carga psicológica se tudo foi manipulado pelo destino. E isso só prova o poder e a influência do subconsciente humano no universo do mangá, criou simplesmente um ''deus'' que define os rumos do mundo.

E acho também que, ter feito esse capitulo foi um erro, não só por limitar o plot, mas também por spoilar a principal questão da obra: Os humanos tem livre arbítrio? Eles conseguem controlar suas próprias vontades, ou são apenas marionetes de uma força maior que está manipulando tudo? Eles são escravos do destino?

...

Pois a presença do Idea of Evil confirma que sim, os humanos são  escravos do destino. Ou melhor, escravos dos  seus próprios desejos enraizados no fundo de suas consciências. Sem perceber, são escravos deles mesmos.

Mas será que algo ou alguém pode quebrar essa prisão inconsciente, e bater de frente com o destino?

Talvez tenha alguém...

Destiny Breaker




A maioria da galera que lê o mangá analisa a história sob a perspectiva do Gatts (o que é normal, já que ele é o protagonista) e querem que no final ele finalmente se vingue enfiando a Dragonslayer no cucuruco do Griffith pela filhadaputagem de ter sacrificado todo o Bando do Falcão e ter estuprado a Caska na frente dele. Mas vendo a história como um todo, sabemos  que isso já estava definido por Idea of Evil e que Griffith fez tudo isso para poder renascer como um salvador divino que a humanidade sempre quis, reunindo o mundo todo em um só lugar que seria um paraíso na Terra em uma era de paz como nunca houve antes no mundo. Não vou discutir aqui se isso é errado ou não, o que quero discutir aqui é, se o Gatts quiser vencer o Griffith, além de um exército de seguidores e de apóstolos, ele vai ter que enfrentar o próprio destino. Mesmo sendo "fodão" e tendo uma espada gigante que corta todo tipo de bixo, Gatts poderia enfrentar o destino? Talvez...

O mangá sempre faz questão de deixar claro que Griffith e Gatts são opostos. Enquanto o primeiro tem sua vida movida por um sonho desde a infância, o outro não tem sonho nenhum e a unica coisa que quer fazer da vida é lutar. Enquanto um é o salvador prometido da humanidade, o outro aparentemente é um zé ruela com uma vida cheia de desgraças desde que nasceu e que nem deveria estar vivo. Um parece uma bonequinha e o outro é um cara gigante com cara de mal   Até mesmo a armadura deles são opostas, uma angelical e a outra bestial. Eles são opostos um do outro, praticamente em tudo!



Enfim esse post já está bem viajado mas me deixe viajar mais um pouco com a seguinte teoria.. .se por um lado a humanidade sempre desejou um salvador e algo que os guie, e isso é representado por Griffith e seu novo mundo... talvez por outro lado exista outro desejo enraizado no subconsciente humano, o desejo de foda-se para o destino, de liberdade pra ter e seguir suas próprias vontades individuais sem que nada superior os guie ou os controle. E isso seria representado pelo Gatts, que seria uma forma do Idea do Mal, ou seja, do destino, de se auto-sabotar.

Ok, isso é maluco pra caralho e eu to com a cabeça fritando só de escrever isso aqui mas, pensem bem, a trama do Idea of Evil para transformar o Griffith em um messias foi aparentemente perfeita, manipulando a vida de todos durante séculos para que isso acontecesse. Mas houve uma pequena falha: a sobrevivência do Gatts no Eclipse. Ele deveria ter sido morto  junto com o resto Bando do Falcão, mas por algum motivo não morreu. Sim, a Caska também sobreviveu, mas ela é diferente, pois seria útil para o Griffith renascer no plano fisico depois. Mas e o Gatts? Não tem utilidade nenhuma para o Griffith e para o seu reino. Ele ter sobrevivido deve significar algo. Talvez tenha sido uma alternativa do destino para que o mundo perfeito do Griffith possa ser destruído, pois Gatts é o único cara no mundo que tem a intenção de fazer isso.

Talvez a humanidade queira um salvador e algo que os guie, mas ao mesmo tempo queira a liberdade e o livre arbítrio, e esse conflito de desejos no reino das idéias fez acontecer um ''bug no sistema'' que fez o Gatts sobreviver no Eclipse. Ou o que causou esse bug foi o forte sentimento do Griffith em relação ao Gatts. Tipo, tudo estava definido a séculos, mas naquele momento no Eclipse, a obsessão do Griffith com o Gatts foi mais forte que o destino e isso deu uma brecha para o Gatts ''escapar'' do fluxo da casualidade.

Ou talvez tudo isso que eu disse seja um amontoado de merda, não faça sentido nenhum e eu esteja querendo enxergar profundidade demais nessa bagaça. Talvez  o Miura termine o mangá com o Gatts matando o Griffith em uma lutinha previsível com chuva e raios no topo de um castelo, e depois ele se case com a Caska e os dois vivam felizes para sempre...



Acho que uma boa parte dos fãs gostariam disso, e minha mãe também por ser fã de novela, mas eu espero muito mais do final, apesar de ainda esperar que o Gatts confronte o Griffith de alguma forma cedo ou tarde, acho que no final vai ter algum evento do nível da Transformação Mundial, mesmo que contradiga tudo o que eu escrevi aqui,  desde que seja algo foda eu não me importo. Mas discutir teorias sobre o final fica pra outro dia...

Agora eu me despeço e agradeço a todos que leram tudo isso e ainda defendem que eu nunca usei nenhum tipo de droga mesmo com tamanha viagem que foi esse artigo. Sério, eu não usei drogas, nunca mesmo. É que Berserk demora tanto pra lançar um capítulo que temos tempo de sobra pra teorizar, mesmo que as teorias sejam malucas assim.

Enfim, volto no dia MIL, com mais um artigo de Berserk....ou de qualquer outra coisa que vier na minha cabeça até lá. Fui!

Postar um comentário

Doidera pura! Mas faz muito sentido!
Acredito que Berserk ainda está longe de acabar. Pra mim, o melhor mangá de todos os tempos!

Cara, adorei a parte que diz que talvez o Gatts (tbm uso Gatts) represente a vontade de todos os homens de serem livres. Que apesar de terem a ideia racional de que é seguro e menos sofrido terem um lider que os organize e lhes deem paz(e por isso desejarem isso), no fundo a natureza do homem é de ser livre de qualquer governador .

Teoria mais lúcida que eu já li sobre Berserk. Parabéns cara.

Lanço uma teoria. Sobre o fato do Gatts ser tão forte para um humano (pois convenhamos que nenhum humano comum é tão forte, ágil e resistente)... Primeiro uma introdução que legitima minha teoria: a Caska tava grávida quando o Griffth estuprou ela durante o eclipse. Então o bebe sendo gerado nela virou um híbrido e nasceu daquela forma. Então isso indica que o semem dos demonios afeta os bebes no útero da mãe. Agora de volta ao Gatts. O nascimento dele foi caindo da vagina de sua mãe que estava morta presa numa árvore cheia de outros corpos. Ele caiu de uma altura de no mínimo 2 metros de altura sendo um recém-nascido, mas sobreviveu. Quem matou todas aquelas pessoas e as prendeu na árvore? Eu acho que foi o Zod. E acho que ele estuprou a mãe do Gatts antes de mata-la. De modo que o Gatts tbm foi afetado pelo semem de demônio. O Gatts não ficou nem tão forte nem tão feio quanto um demônio, pois já tinha quase 9 meses de gestação humana, mas ficou bem mais forte que um humano comum. Claro que pode ter sido qualquer outro demonio randomico, por que eu achar que é especificamente o Zod? Só tenho a sensação de que é ele. O Miura fez questão de fazer o Gatts e o Zod lutarem juntos naqueles capítulos do magrela zen que voava.

cara, o "cão" que o gatts ve, poderia ser uma manifestação da vontade dele, e acho que isso cada vez mais vai se "materializar" (tomara que o gatts vire um demonio), adorei tua teoria cara, faz muito sentido, me fez ver o manga de uma outra forma :D

Muito bom seu artigo!

Se não for falsa modéstia, não se subestime tanto! Essa interpretação é muito boa e, além disso, bem fundamentada. Berserk realmente é demais!

não é um cão, é o filho dele.

[facebook]

Flames

PedroTreck

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget