Teorizando sobre a God Hand e outros mistérios do universo de Berserk



Pois é... Berserk entrou em hiato mais uma vez, o que não é nenhuma novidade, óbvio. Vamos ter que esperar mais MIL tempos para que um novo capítulo seja lançado, e até lá, o que nos resta fazer enquanto esperamos? Especular! Uma das grandes ‘’magias’’ dessa obra é que ela é recheada de mistérios, muitos deles muito provavelmente nem vão ser respondidos (*cof cof Idea of Evil cof cof*) o que não impede os fãs de criarem as teorias mais malucas ou plausíveis para tentar explica-los. Foi o que eu fiz no meu primeiro artigo sobre essa obra aqui no blog, e cá estou eu novamente para voltar a especular, dessa vez focando na God Hand, portanto esperem por maluquices, doideras e muitos pontos de interrogação durante esse artigo.

E também espere por SPOILERS

Origens da God Hand e dos Behelits




No meu primeiro artigo eu falei sobre a influência do subconsciente humano no mundo de Berserk, e como ele é o responsável por grande parte das ‘’paranormalidades’’ do universo do mangá.  Os pensamentos e emoções do subconsciente  humano  vagam no caos do plano das ideias e nascem no plano astral, dando vida a criaturas mitológicas dos mais diversos tipos que por sua vez influenciam sutilmente o plano físico. No centro desse processo, em meio ao caos do plano das ideias reside o famigerado Idea of Evil, o ‘’deus’’ criado pela negatividade do subconsciente da humanidade, influenciando o destino de todos de acordo com as vontades ocultas da grande massa. Se não entendeu nada do que eu disse, recomendo fortemente que leia meu outro artigo, lá eu explico melhor, prometo.

Enfim, no entanto eu não abordei muito antes sobre os agentes ocultos que servem como principais instrumentos para o Idea of Evil — eles que, digamos, fazem uma ponte entre o subconsciente e o plano físico. Sim ,estou falando dos anjos da God Hand. O que sabemos sobre eles é que sempre são no máximo 5 membros, cada um representando um dedo de ‘’deus’’ e que residem em uma parte mais elevada do plano astral chamada Vortex, provavelmente mais próxima do reino das ideias. São chamados por pessoas que possuem um Behelit, uma espécie de chave dimensional que é ativada quando seu dono está em estado de completo desespero. Então, os anjos da God Hand aparecem para a tal pessoa  e a transforma em uma criatura sobre-humana de grande poder conhecida como Apóstolo (geralmente sua forma de Apóstolo é a representação de seu grande desejo pessoal, como Rosine, que realizou seu sonho de virar ''elfo'' ao se transformar). mas exigindo como sacrifício a pessoa mais importante para o dono do Behelit. Além disso, os Apóstolos são servos da God Hand).

Alguns Apóstolos tem o poder de fazer uma pequena transformação em pessoas normais (nada comparado com a God Hand, claro) como no caso de Rosine, que sequestrava crianças para transforma-las em elfos demoníacos.

Por terem poderes para tais dádivas, os membros da God Hand podem ser considerados muito superiores aos humanos normais, quase como deuses.

Mas esses ‘’anjos’’,  apesar de tudo, no fundo são apenas instrumentos da vontade humana — Idea of Evil. Eles não tem uma agenda própria, na minha opinião nem são exatamente do ‘’mal’’ como muitos pensam (eu não os culpo, pois eles parecem mais capirotos do que anjos, como são chamados), apenas são agentes do destino. Podemos até considera-los escravos da vontade humana, o que é surpreendente considerando que todos acham que eles são os vilões da história.

Se você entendeu o conceito do subconsciente humano e suas influências, provavelmente já sacou que o que eu quero dizer aqui é que a God Hand é uma criação da humanidade, afinal são ‘’servos’’ do Idea of Evil. Porém uma característica da God Hand é que além de servir o destino como um todo, eles também são instrumentos de vontades individuais e egoístas da humanidade. Sim ,estou falando dos Apóstolos.

Será que um dos propósitos da God Hand seria realizar desejos egoístas e individuais da humanidade em troca de que a pessoa ‘’felizarda’’ se transforme em mais um instrumento do destino? Esse sistema teria sido criado de forma inconsciente pela humanidade para realizar seus desejos egocêntricos por poder e glória acima das outras pessoas? Talvez...

Wyald é um dos Apóstolos mais brutais, se deleitava ao matar pessoas, estuprar mulheres e esse tipo de coisa. Mas quando morto, é revelado que na verdade ele era um velho patético, que se transformou em Apóstolo para poder realizar seus desejos por poder, sexo e violência

O que torna tudo tão confuso é que — vendo o exemplo do Griffith — os membros da God Hand não são simples criações astrais do subconsciente humano, eles já foram humanos de carne e osso mesmo (o que só prova que a humanidade é o centro da história da obra). Como todos sabemos, a cada 216 anos, um humano possuindo um tipo de Behelit especial se transforma em um membro da God Hand durante um evento chamado Eclipse onde ocorre um mega-sacrifício de diversas pessoas ao mesmo tempo. Sim, sim, mas como diabos esse sistema foi estabelecido? Tipo, desde o outro artigo eu venho falando que o plano físico só exerce poder nos outros planos subconscientemente, no entanto o Behelit é um OBJETO FISICO que tem poder direto sobre os outros planos não-físicos, sendo literalmente a chave para  que todo o sistema da God Hand flua.

Fica claro que o Behelit tem propriedades multidimensionais, basicamente ele é uma chave que abre caminho para outras dimensões/planos sendo ativado ou ''desperto'' pelo sofrimento e desespero do dono (talvez alimentado por eles?). Mas como diabos um objeto assim foi criado? Ainda mais no plano físico?
         
A espada dimensional do Skull Knight, Sword of Resonance foi criada unindo todos os Behelits que ele havia engolido durante os séculos , o que explica como foi possível ela juntar o plano astral com o plano físico

Segundo Flora, a velha bruxa mestre da bruxinha lolicon Schierke, um Behelit é um objeto extremamente espiritual que tem o poder de controlar o destino de uma pessoa. Até ai não é novidade, pois uma pessoa que está destinada a ter um Behelit também está destinada a usa-lo em algum momento de sua vida, não há escapatória. Mas o que a Flora também fala é que ‘’talvez uma existência superior tenha mandado (o Behelit) para o plano físico’’. Então, o Behelit foi criado em um plano superior, e não no físico. Ela também fala que ‘’o objeto em si é apenas uma pedra, mas o destino associado com ele pertence ao mestre que o enviou’’. Acho que ela quis dizer que o objeto em si é físico, mas as propriedades ‘’sobrenaturais’’ dele é que vieram uma existência superior.

                                                                                                      

Agora o que seria essa ‘’existência superior’’? Tem a possibilidade de que seja o Idea of Evil (sempre ele), talvez o Behelit tenha sido uma das primeiras criações subconscientes da humanidade e que de alguma forma tenha ido parar no mundo físico. Lembrem-se que no passado (quando não existia a Holy See para encher o saco) as barreiras entre os planos eram bem mais fracas, é provável que criaturas sobrenaturais vagavam no plano físico mais frequentemente (lembre-se que a espada do Gatts, Dragonslayer pertenceu a alguém que matou um dragão no passado) então não é tão absurdo pensar que um objeto de um plano superior como o Behelit  tenha ido parar no plano físico.

Parece o Nestor Cerveró, mas é só um Behelit

Outras coisas que ligam o Behelit com o Idea of Evil são sua relação com o destino e sua função de transformar humanos em Apóstolos ou membros da God Hand — e da mesma forma que o Idea of Evil surgiu a partir de emoções negativas, o Behelit é ativado por emoções negativas extremas da pessoa que o possui: desespero e tristeza. Será que isso tem alguma relação?

Outra característica desse objeto de aspecto simpático é que ele não é apenas uma coisa mágica ou um objeto, ele é uma espécie de criatura viva, que reage a algumas ‘’paranormalidades’’ como membros da God Hand ou até mesmo outro Behelit. Uma especulação feita por um certo ser flamejante amigo meu aqui do blog que achei PERTINENTE é de que o Behelit é composto por almas humanas em sofrimento, aquelas que vão parar no Abyss (parte do Reino das Ideias onde vão parar as almas atormentadas, como é mostrado no arco do Conde) o que explicaria a razão do Behelit se padecer com o sofrimento do dono, e de alguma forma criar uma ressonância dimensional entre ambos os desesperos (do dono e das almas dentro do próprio Behelit) abrindo o portal e invocando a God Hand. Também pode ser só uma espécie de ''detector'' que ao detectar o desespero do dono imediatamente abre as ''portas dimensionais'' chamando a God Hand — o rosto chorando sangue seria só um fato simbólico representando isso. Como o Abyss faz parte do Reino das Ideias, tendo íntima relação com as emoções negativas das pessoas — e consequentemente com o Idea of Evil — tudo isso pode ser possível

E também pode ser possível que a tal ‘’existência superior‘’citada pela Flora  seja a própria God Hand, sim, eu sei que pode ser imbecil considerar isso, pois para existir a God Hand precisaria primeiro de um Behelit, certo? Sim, mas ai entra naquela velha história do que veio antes, o ovo ou a galinha? Nesse caso, o que veio antes, o Behelit ou a God Hand? Para alguém se tornar um membro da God Hand, ele precisa de um Behelit para invocar os outros membros e acontecer a transformação... mas como o primeiro membro da God Hand se tornou membro se não existiam outros para transforma-lo? Pois é, essa porra de mangá faz a cabeça fritar.

É possível que os membros da God Hand sejam trocados com o passar do tempo, como demonstrado na lenda do imperador Gaiseric. Segundo a lenda, uma pessoa, provavelmente ligada ao imperador foi presa em uma torre (a mesma que o Griffith foi preso) e em completo desespero, clamou para que os ‘’anjos do céu’’ o ajudassem e punissem o imperador por seu reinado cruel.  Não é muito claro o que os anjos (cinco ou quatro anjos, de acordo com a lenda) fizeram, mas é quase certo de que houve um grande sacrifício ali, provavelmente todo o império de Gaiseric foi sacrificado, e a pessoa que invocou os anjos se tornou um membro da God Hand.

Nesse caso, é muito provável que os tais anjos não fossem os mesmos da história na atualidade o que significa que há uma troca entre os membros. Além disso, sendo uma criação do subconsciente humano, acho muito improvável que a God Hand seja algo ''recente''. Imagino que os humanos existam no mundo de Berserk há muitos e muitos anos, talvez bem antes do império de Gaiseric, sendo assim, a God Hand tende a ser tão antiga quanto. E como a cada 216 anos ocorre a ascensão de um novo membro, na minha opinião a teoria de troca de membros é quase certa (''quase'' porque não da pra afirmar nada com absoluta certeza com as poucas informações que temos).

Mas como diabos essa troca funciona? Será que eles tem uma espécie de ''prazo de validade'' e são descartados assim que cumprem todas suas funções para uma determinada época?  Se sim, o que acontece com eles após isso? Desaparecem completamente? Reencarnam? Vão pra Fazenda da Record? É impossível de responder essas perguntas mas, vamos viajar um pouco.

Os Aspectos de ''Deus''



Talvez cada membro não seja exatamente um ''ser'' e na verdade seja um ''aspecto''. Cada ''dedo'' da God Hand representaria um aspecto do Idea of Evil (ou seja, da humanidade) e quando um novo membro assume o ''posto'', o anterior não desaparece exatamente, e sim muda de acordo com as necessidades da época e com a nova pessoa que assumiu. Isso explicaria aquela questão levantada ali em cima: ‘’o que veio antes, o Behelit ou a God Hand?’’. Suponhamos que o que veio primeiro foi a God Hand, que foi uma forma que o Idea of Evil criou de se ‘’dividir’’ e se conectar mais diretamente com o plano físico. No primeiro momento, não existiam membros humanos na God Hand, o que existiam eram apenas aspectos a serem preenchidos por personalidades humanas no futuro. Para tal, esses aspectos de alguma forma criaram o Behelit, e o colocaram no plano físico para que algum humano o usasse e assumisse um dos postos. Isso seria feito para que os aspectos não fossem imutáveis e ganhassem características dos humanos que os assumissem.

Ai você me pergunta: ‘’seu doidão imbecil, se você diz que esses tais de aspectos da God Hand existiam desde o inicio e com o tempo foram preenchidos por humanos, por que DEABOS a quinta ‘vaga’ estava vazia até o Griffith assumir o posto recentemente? Hein? Seu troxa!’’

Primeiro de tudo, calma, não precisa ser tão agressivo. Segundo, talvez por algum motivo o quinto aspecto tenha desaparecido completamente... ou, o mais provável pra mim, é que esses aspectos não surgiram de uma vez, talvez eles foram surgindo um a um, com o tempo, e só agora o quinto e ultimo aspecto surgiu (lembrando que cada aspecto é uma parte do Idea of Evil, esse que representa as emoções e desejos inconscientes da humanidade, portanto segundo essa teoria, cada aspecto da God Hand é um aspecto da própria humanidade).

Um dos motivos que  me levou a pensar nessa teoria maluca foi que durante a Transformação Mundial, no meio daquele espetáculo, sei lá, celestial, apareceram algumas imagens estranhas que aparentemente não tinha nada a ver com o que tava acontecendo. Na minha opinião, independente dessa minha teoria ou não, essas imagens são de vital importância para entender a God Hand.

Cada imagem era relacionada com um membro da God Hand, e parecia estar mostrando o que cada um representava. É difícil interpretar essas imagens pois são muito subjetivas e simbólicas, mas vamos ver...



Slan 

bundas peitos bundas peitos bundas peitos bundas peitos bundas peitos bundas

Nesse sentido, acho que Slan é a mais fácil de deduzir o que representa. Como podemos ver pela imagem acima — esse emaranhado de corpos fazendo sexo — ela representaria o aspecto da luxúria e promiscuidade ( pra não dizer PUTARIA logo). Na verdade isso já era meio óbvio antes mesmo dessa imagem aparecer, pois Slan demonstrou essas características  desde sempre, como por exemplo no seu encontro com Gatts no Qliphoth (parte mais sombria do plano astral) durante o arco dos trolls, onde ela se fez presente usando intestinos dos trolls mortos e depois tentou seduzir Gatts, o provocando e incitando para que ele liberasse toda sua fúria e sucumbisse a sua fera interior (se não fosse o Skull Knight, provavelmente tinha acontecido uma merda ai). Ah, e vale lembrar que existia até mesmo um grupo pagão que faziam rituais sexuais em homenagem a ela, eles a veneravam como uma deusa — e vale lembrar que durante toda a nossa história, rituais para determinados deuses sempre foram uma forma que os antigos tinham de se conectar e celebrar aspectos que eles já tinham dentro de si, e que eram personificados por esses deuses.

O que eu quero dizer aqui é que segundo essa minha teoria, os aspectos representados por cada dedo da God Hand não surgiram de uma vez, surgiram um a um, de acordo com a época e com os desejos inconscientes da humanidade durante o tempo. Então, talvez houve uma época em que a humanidade estava começando a descobrir e se obcecar pelos prazeres sexuais (talvez quando surgiram os cultos pagãos?) de maneira tão forte que isso deu origem a uma ''personificação'' na God Hand. Sacou?

Ubik

Apesar de achar essa imagem extremamente bizarra e sinistra, sempre dou risada quando vejo o Ubik ali jogando baralho dentro daquela criatura.

Já Ubik é muito difícil de ''decifrar'' o que representa,  pois ele é um dos membros mais enigmáticos — e menos explorados — da God Hand. Mas a impressão que eu tenho é que Ubik é o mais sádico e bizarro de todos eles, e por essas e outras é possível que ele represente o aspecto da insanidade. Olha só a imagem que o representa logo acima. Berserk é uma obra cheia de bizarrices, mas quando penso sobre isso, uma das imagens mais marcantes que me vem a mente é essa. Inspirada em um quadro chamado Garden of the Eartly Delights do pintor holandês, Hieronymus Bosch, ela pode representar muitas coisas.

Pode ser que represente os desejos e prazeres mais obscuros do ser humano (como o quadro em que foi inspirado) ou suas figuras surreais podem demonstrar de forma subjetiva as bizarrices da mente de uma pessoa insana (o próprio Bosch já explorou muito esse tema em diversos de seus quadros). Mas mais uma vez, Ubik até agora foi muito pouco explorado no decorrer da história, por isso é muito difícil definir qual aspecto que ele representa. Meu palpite é que seja insanidade mesmo...

Conrad

''Me da um beeeeeeeeeeijooo''


Esse é ainda PIOR de tentar teorizar, pois foi ainda menos explorado. Mas analisando a imagem acima, acho que ele provavelmente tem alguma ligação com pestes e morte. Será que houve uma era com muitas doenças no mundo , e o medo da humanidade em relação a elas gerou esse aspecto na God Hand? 

Void


Void é considerado por muitos o primeiro membro da God Hand a surgir, e eu acho isso certo — em parte. Talvez ele seja o mais antigo dos membros atuais, mas não acho que ele seja de fato o  primeiro membro a surgir na God Hand desde sempre. O que eu acredito é que o ASPECTO que ele representa tenha sido o primeiro a surgir. E qual seria ele?

Bom, pelo cérebro gigante acima e pela sua demonstração de liderança na God Hand, creio que Void represente a razão. Esse aspecto pode ter surgido quando a humanidade começou a desenvolver a razão e autoconsciência, por isso mesmo eu o considero mais antigo. Mas, como eu disse antes, os aspectos surgiram para que no decorrer das eras, pessoas assumissem o ‘’posto’’e influenciasse de acordo com suas características e vontades pessoais. E creio que foi isso que aconteceu com Void.

Para explicar isso, vamos voltar para a lenda do Imperador Gaiseric. Uma das maiores teorias de Berserk é a de que Void seria a pessoa que sacrificou Gaiseric e seu império, e Skull Knight seria o próprio Gaiseric, que de alguma forma sobreviveu ao Eclipse assim como Gatts e passou os séculos seguintes tentando lutar contra a God Hand tendo como parceira a bruxa Flora (mais uma vez, assim como Gatts, que tem como parceira a bruxinha Schierke). Mas, Skull Knight luta contra a God Hand porque ele quer quebrar o controle do destino que eles/Idea of Evil exercem ou seria por vingança pessoal?  Ou as duas coisas? Lembrando que durante o sacrifício do Bando do Falcão no Eclipse, quando o Skull Knight invade o lugar para acabar com a festa e salvar Gatts, o primeiro que ele ataca é o Void.  Além disso, certa vez Slan chamou Skull Knight ironicamente de ‘’sua majestade’’.

Vamos analisar a pessoa que sacrificou o império de Gaiseric. Segunda Mosguz — o ‘’profeta’’ doidão da Igreja Holy See — essa pessoa era muito SÁBIA e que mesmo sob tortura por muito tempo, não desistia e clamava para que Deus punisse o imperador por tudo que ele tava fazendo. Até que alguns anjos apareceram e o resto vocês já sabem. O que eu achei interessante nesse relato é que Mosguz  chamou aquela pessoa de ‘’sábio’’. Mas, o que ele queria dizer com isso? Veja bem, o que seria alguém sábio na perspectiva de um fanático religioso e psicopata como Mosguz? Um cara somente inteligente? Ou um cara que também era religioso??? Pois é, eu fico com a segunda opção.



Veja que Mosguz enfatiza que a pessoa mesmo sob tortura  continuou clamando por Deus. Ou seja, ele enfatiza a que aquela pessoa tinha, que para Mosguz, é sinal de grande sabedoria (talvez essa pessoa tenha se oposto a Gaiseric por ser muito religioso e não concordar com o modo que ele governava).

E o que diabos isso quer dizer?

Bem, lembra quando eu disse que segundo essa minha teoria, quando uma pessoa assume o ‘’cargo’’ de God Hand, sua personalidade e vontade influenciam o aspecto que ele assume? Pois o que aconteceria se uma pessoa extremamente religiosa assumisse o aspecto da razão? É ai que eu quero chegar. Aquela pessoa extremamente religiosa que estava presa na torre chamou pelos anjos da God Hand, certo? E se um desses anjos representava o aspecto da razão, e a pessoa que naquele momento se tornou um membro da God Hand, assumiu o lugar dele? Talvez aí, o aspecto da razão foi influenciado pela forte fé daquela pessoa (que se  tornou Void), e assim criou-se uma dualidade: razão e fé. Sim, isso parece muito doido e infundado, porém eu tava pensando, não foi nessa época — ou depois dela — que a Igreja da Holy See ficou extremamente poderosa? 

É muito difícil falar sobre a Holy See pois não há muitos indícios sobre sua origem, mas será que ela surgiu depois da queda do império de Gaiseric?  Talvez durante esse período a fé das pessoas estava crescendo, e aquela pessoa religiosa da torre foi uma espécie de ‘’catalizador’’ dessa fé. Ele não criou um novo aspecto, mas influenciou bastante um já existente — o aspecto da razão. Talvez seja isso que essa imagem do Void — o cérebro gigante — queira representar, a divisão do cérebro entre a razão e a emoção, ou seja, a fé.

O Ultimo Aspecto



Enfim, vamos recapitular. Segundo essa teoria dos ‘’aspectos de Deus’’, Idea of Evil surgiu da negatividade dos sentimentos e emoções das pessoas no reino das ideias, a partir daí influenciando sutilmente o destino de todos de acordo com a vontade da humanidade em geral. Em seguida ele cria uma forma de ter um contato mais direto com o plano físico, se dividindo entre ‘’aspectos’’ no plano astral, para avançar em sua agenda de guiar o destino de todos — e ao mesmo tempo para realizar desejos egocêntricos de pessoas que fossem destinadas a ter o Behelit, tendo assim mais uma peça para controlar no jogo do destino: as criaturas conhecidas como Apóstolos. Esses aspectos ficaram conhecidos como God Hand, com cada um representando um ‘’dedo’’ — uma forma de dizer que cada um é uma característica — do Idea of Evil, ou seja da própria humanidade a nível inconsciente.

Porém essa divisão de aspectos não aconteceu de uma vez, ela foi evoluindo de acordo com a evolução da própria humanidade — que é o centro dessa bagaça toda. É impossível saber a ordem de que os aspectos foram surgindo, mas da pra dizer que o primeiro de todos foi a razão, que seria o primeiro passo nessa evolução. Depois outros foram surgindo, como luxúria/promiscuidade, algo relacionado a pestes e morte, e insanidade. Esses quatro aspectos ficaram por muito tempo, alguns sofrendo algumas pequenas alterações de acordo com os membros que assumiam a God Hand.

No entanto o quinto e ultimo aspecto continuou vazio por todo esse tempo. Por que será? Talvez o ultimo aspecto seja especial. Digamos que ele seja o resultado de todos os outros aspectos.

A impressão que se tem é que, a formação de cada aspecto da God Hand foi um processo longo e demorado, que quando se completasse tinha desde o inicio como objetivo transformar o mundo. Talvez o principal desejo da humanidade — desejo esse que estava enraizado no Idea of Evil desde o início — era colocar ordem no caos

Como disse no meu outro artigo, a humanidade está sempre buscando uma razão para tudo, no fundo eles não aceitam que tudo é aleatório e caótico, eles precisam de ordem, precisam que exista algo ou alguém os guiando. Esses sentimentos deram origem ao Idea of Evil, que desde então sutilmente controla o destino de todos, de acordo com a vontade subconsciente da humanidade. No entanto isso não é o suficiente, mesmo assim a humanidade se sente perdida, pois eles não conseguem perceber que a nível inconsciente existe ‘’uma força’’ os guiando.

Então, talvez, o ultimo aspecto, Femto, represente a principal vontade da humanidade: transformar o mundo, transportar esse controle subjetivo do Idea of Evil para o plano físico, para então se tornar um controle direto. Assim as pessoas se sentiram seguras e não ficariam mais perdidas, tudo que eles precisavam era de uma figura ‘’divina’’ que os protegesse e os guiasse. Mas essa figura divina só poderia encarnar no plano físico depois que a humanidade evoluísse até um certo ponto, afinal de contas ele É um produto da humanidade.

E essa evolução da humanidade é justamente os aspectos da God Hand, cada um representando passos dessa evolução. Só depois que a God Hand estivesse completa o salvador poderia encarnar no plano físico e dar inicio ao novo mundo desejado por todos. O que quero dizer é que a criação do Idea of Evil, God Hand, e tudo isso, seria um longo processo que tinha como objetivo desde o começo ''criar um ser divino'' para proteger diretamente a humanidade e guiar os seus destinos. Um ser que acabasse com todo o caos e aleatoriedade do mundo, e transformasse em ordem e segurança.

E é isso que Griffith parece representar. Ele é adorado como salvador, construiu uma cidade/fortaleza segura, como se fosse um paraíso para os povos de toda a parte do mundo, e também juntou o plano físico com o plano astral, colocando ORDEM em toda essa bagunça dimensional.

Mas como eu disse no meu outro artigo, talvez outro desejo enraizado no subconsciente humano seja o oposto disso. Do mesmo jeito que a humanidade deseja ordem e segurança, no fundo também deseja caos e liberdade. E Gatts representaria isso. Griffith= Ordem, Gatts = Caos


Considerações Finais

Claro que tudo isso é apenas uma análise simbólica da obra, Berserk é complexo demais e da pra se aprofundar muito também analisando o lado humano dos personagens. Será que Griffith está satisfeito com seu reino? Será que ele ainda tem sentimentos humanos dentro dele? E Gatts vai mesmo querer se vingar? Além de outros mistérios a serem discutidos como quem diabos é esse moleque e qual será a reação da Caska quando voltar ao normal. Por isso — e por termos um novo capitulo só no dia MIL — espere que em breve teremos mais artigos de Berserk aqui no blog explorando esses outros assuntos, afinal temos tempo de sobra pra especular até o mangá acabar (a vida toda).

Enfim, volto no dia MIL!




Postar um comentário

[facebook]

Flames

PedroTreck

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget