"As pessoas se perguntam: 

"O que somos?" 

"O que é a vida?" 

"O que é o espaço?" 

...

Todos irão morrer sem essas respostas, é o destino da humanidade."

Essa é a indagação que dá início a TTGL, responsável por me prender instantaneamente, não só por ser um reflexo da maior frustração como existência de tantos seres pensantes, inclusive a minha, como por ser ressaltada numa introdução de animação e trilha sonora embasbacantes.